terça-feira, 6 de setembro de 2011

Força na Fama



Por que muitos querem prestígio e fama? Ou seria melhor perguntar por que muitos querem mais que outros a fama e o reconhecimento...? Alguém já disse que a fama é determinada pela nossa história de vida. Você pode ser famoso por uma vida virtuosa ou famoso por uma vida lamentavelmente indigna. A diferença está na escolha que fazemos diante da oportunidade a nossa frente.
Perante isso podemos refletir o fato de que Deus não olha para os nossos títulos ou rótulos para agir em nossa vida. A verdade é que Ele não tem vergonha do nosso passado, e precisa de nossa história para mostrar o quanto pode transformá-la.
A questão é quando a fama é poder. É quando essa tem a ver com a influência que exercemos sobre o outro. Então me pergunto: O que faz com que algumas pessoas sejam extremamente bem-sucedidas e outras não? Bem, segundo alguns especialistas em planejamento de carreiras, cerca de 90% das pessoas jamais terão sucesso, e isso tem relação com o “poder”.
O filósofo e pastor carioca Irênio Silveira afirma que o poder é um aspecto que mexe com a consciência humana. O ser humano busca o poder incessantemente. Diz Irênio: “Ouvimos falar de várias formas em que o poder se dá: poder da influência, da sedução, de decisão, do dinheiro, do amor, da cura, pessoal, de atração etc. Quem tem oportunidade de exercitar o poder, considera-se autônomo a ponto de passar por cima de seus semelhantes e até trair a confiança das pessoas mais próximas. Isso é uma questão que envolve ética”.
Segundo o pai da sociologia moderna Max Weber, o poder significa toda probabilidade de impor a própria vontade numa relação social, mesmo contra resistências, seja qual for o fundamento dessa probabilidade. O poder tem origem na personalidade – o poder de ser –, na propriedade – o poder de ter – e na organização – o poder de fazer. O poder envolve, então, a força, a influência e o controle.
A verdade é que poder tem aquele que decide. Mas, no meio social para que o poder se realize, é necessário que alguém queira algo que está sob controle de outro. Podemos dizer que a Fama pode ser uma delas. Por isso inveja mata o invejoso e atrapalha a vida do invejado...
Assim, podemos perceber que exercício do poder de formar leviana e egoísta destrói os relacionamentos. A única coisa que pode neutralizar os efeitos nocivos do poder é o amor. Para a fé cristã, o poder não emerge da força, mas da ternura. “Minha graça é suficiente para você, pois o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza.” (2 Coríntios 12.9).
Logo me veio a mente o seguinte pensamento: A Fama tem a ver com Ternura e não com Força...
Pense nisso.