sábado, 30 de outubro de 2010

Um sucesso pela contramão


A idéia de sucesso está mudando. O paradigma do mundo moderno tem dado espaço ao mundo “sustentável”. Aquilo que carrega a imagem de continuidade diante do instantâneo parece ganhar força como contraposição nesse tempo em que o humano está fragmentado em sua consciência. Afinal, o progresso que a humanidade tem experimentado não tem sido suficiente para mudar o coração humano.

Uma consciência humana moldada pela fragmentação e descontinuidade dá lugar a uma consciência integralizada que não cede lugar para a numerificação do ser.

Essa tal modernidade reduziu a experiência humana ao instante vivido, ao descartável, ao fast-food, ao self-service, sem sentido para a continuidade e sem significado para a memória histórica.

No entanto, o sucesso que é algo subjetivo – claro, o que é sucesso para mim pode não para você – ele não tem referenciais de valores e crenças para a maioria das pessoas hoje. A identidade passou a seu uma peça de roupa. Pois, troca-se a persona de acordo com a imagem que serve ou se rejeita a mesma por contento...

O “Carpe Diem” fixou-se na cabeça de muitas pessoas, e elas começaram a acreditar que vão morrer amanhã... Ou, que o amanhã é o hoje. Ora, sendo assim, sem futuro não há o porquê de sonhar. O ser humano passou a deteriorar a própria capacidade de sonhar, e isso nos faz lembrar das palavras do Reverendo Martin Luther King Jr: “O homem é nada sem um sonho...”.

Ser grato nesta lógica é ter o prazer realizado individualmente e de forma pública, uma vez que não há necessidade de sacrificar os próprios interesses por causa do outro.

Sem lembrar que o futuro é o que se deixa e não o que você leva dessa vida, se propõe uma capacidade infinita de realização, atribuindo valor extremo a uma vida de prosperidade e sucesso organizado em torno de padrões de consumo.

Diante disso, vemos uma reação que surge na contramão dessa experiência moderna no ocidente. Um novo paradigma vem no horizonte, na alvorada de um novo tempo, trazendo um novo conceito de sucesso humano. Ele traz uma exigência de ética e de valores virtuosos que vêm para preencher o vazio existencial e a falta de significância da vida humana, não respondidos pela ciência e pela tecnologia. Uma condição histórica que convida o homem contemporâneo para a maturidade e que promulga que o futuro existe, e que se pode chegar lá; e não chegar lá sozinho, mas junto.

Isso é sustentabilidade - um projeto de sabor perene e renovável. Um sucesso que é baseado em valores é algo que não passa com a chuva, ele alcança as gerações futuras que virão e se abastecerão do mesmo. É um sucesso que promove o sucesso do outro. È algo que torna o futuro viável para todos e que alimenta a capacidade de um sonho coletivo comum. É o transformador das realidades maiores...

Como disse Dom Helder Câmara: “um sonho que se sonha só, é apenas um sonho que se sonha só; mas sonho que se sonha junto é realidade”. Sonhemos!